Veja como garantir a segurança alimentar por meio da montagem de checklists

Todo estabelecimento que trabalha com produção ou manipulação de alimentos e refeições deve conhecer técnicas básicas que garantam a segurança alimentar de seus produtos que serão comercializados. O controle e o cuidado para evitar a contaminação de qualquer alimento é uma etapa extremamente importante do processo de produção de refeições e manipulação de ingredientes e, por isso, demanda muita atenção dos responsáveis técnicos de um estabelecimento que trabalha com esse tipo de serviço.

Uma maneira de garantir que todos os processos e tarefas estão sendo realizadas dentro das normas de segurança alimentar é contar com a ajuda de um checklist. Você sabe como essa técnica pode lhe ajudar a aumentar a garantia de segurança para seus clientes? Então acompanhe este post que fizemos para te dar essa e outras repostas.

Checklist: o melhor amigo da segurança alimentar

Se você trabalha em algum estabelecimento que lida diretamente com a produção ou manipulação de algum produto alimentar, sabe o quanto é preocupante correr o risco de oferecer ao cliente algo que esteja contaminado. Por isso, é importante sempre estar atento às várias etapas do processo de manipulação dos alimentos, para assim reduzir ao máximo transmitir algum risco para a saúde do cliente final. O checklist é a maneira mais simples e eficiente de conferir todas as etapas importantes da produção, avaliando os riscos específicos de cada uma delas e trabalhando na resolução imediata.

O checklist como avaliador de processos

Ao contrário do que muitos pensam, o checklist não é apenas uma listagem de processos que devem ser ticados e conferidos ao longo do processo de produção, mas sim uma ferramenta de avaliação de todas as etapas do seu processo. Além de conferir a rotina tradicional da sua produção, o checklist vai lhe ajudar a pontuar o que está dando errado em cada situação, qual é o tamanho do risco que pode estar sendo oferecido ao cliente, e o que deve ser feito para minimizar e eliminar o problema. Devemos criar a cultura de utilizar o checklist como uma opção prática e muito eficiente para avaliar toda a cadeia da produção de qualquer tipo de alimento.

Principais ítens de verificação em um checklist

A resolução nº 275 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, publicada em 2002, definiu uma lista de itens que devem constar em um checklist elaborado especificamente para estabelecimentos alimentares. Confira quais são eles:

  • Avaliação da estrutura do estabelecimento;
  • Avaliação da higienização das instalações;
  • Controle de pragas e vetores;
  • Controle e abastecimento de água;
  • Manejo de resíduos;
  • Avaliação de estruturas de esgoto sanitário;
  • Layout do local de produção (que deve seguir normas técnicas específicas);
  • Avaliação da qualidade de equipamentos, móveis e utensílios (que também seguem normas específicas);
  • Controle de asseio, qualidade da saúde e vestuário dos manipuladores de alimentos;
  • Etapas de produção e transporte dos alimentos;
  • Estado de matérias-primas, ingredientes e suas embalagens;
  • Conferência do fluxo de produção;
  • Adesão a normas de rotulagem e armazenamento dos produtos finais;
  • Controle de qualidade;
  • Transporte do produto final;
  • Disponibilidade e aplicação do manual de boas práticas;
  • Elaboração e aplicação de procedimentos operacionais padrão.

As visitas dos agentes sanitários aos estabelecimentos de manipulação e produção de alimentos seguem todos os tópicos listados por essa sugestão de checklist, que pode ser utilizada pelo Responsável Técnico da empresa. Encontrar uma não conformidade durante a avaliação desses requisitos pode resultar em advertência ou multa ao estabelecimento (em casos mais graves, a licença para funcionamento pode ser temporariamente suspensa até que o problema detectado seja resolvido).

Um estabelecimento que trabalha de maneira direta ou indireta com alimentos, deve contar sempre com o apoio de um checklist para manter suas rotinas de produção seguras e dentro das normas. Você faz uso dessa técnica de conferência no seu local de trabalho? Confira como o serviço do Checklist Fácil pode ser útil para você! Deixe seu comentário contando como esse procedimento é feito em sua empresa. Compartilhe conosco suas práticas e experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This