Auditoria

Saiba como fazer a gestão da qualidade através de uma checklist

Em um ambiente cada dia mais competitivo, ferramentas para deixar o trabalho em um empreendimento mais ágil, menos perdulário, e que transmitam credibilidade aos clientes, são constantemente buscadas e inventadas. Mas saiba que existe um recurso dos mais simples, mas que pode fazer toda a diferença na verificação dos processos em seu negócio, sendo muito eficaz na gestão da qualidade. Você já conhece os checklists? É sobre isso que vamos falar no post de hoje. Acompanhe-nos e aprenda uma forma acessível de tornar as atividades em sua empresa muito mais organizadas.

A gestão da qualidade alcançando todos os processos

O checklist é um grande aliado para lhe fazer lembrar das tarefas que você deve cumprir no dia, ou para aquelas que você já deveria ter feito. É muito eficaz também na hora de definir os rumos de uma atividade ou simplesmente verificar se tudo saiu conforme planejado. Lembre-se que, por mais que o profissional seja alguém gabaritado, experiente, se esquecer de algo é perfeitamente normal, afinal, trata-se de um ser humano, certo? O checklist pode ser um grande parceiro de sua rotina de trabalho, mas isso pode ser implementado ainda mais com algumas técnicas.

Mantenha todos os envolvidos treinados para utilizar os checklists

Normalmente, os checklists trazem apenas informações sinópticas dos processos envolvidos naquela verificação, logo, caso os envolvidos não conheçam, ou seja, não foram devidamente treinados para conhecer aqueles processos, a compreensão do que esta pessoa deverá verificar fica bastante complicada. Portanto, o checklist não deve ser a única fonte de informação no ambiente de trabalho.

Englobe todas as atividades

Um checklist bem feito é construído para conter todos os processos envolvidos no trabalho. Um bom exemplo são processos que necessitam de aprovação para que um próximo estágio seja iniciado. Um campo para verificar se existem provas de que a tarefa está devidamente aprovada não poderá ser esquecido. Isso evita o retrabalho.

Simplicidade e objetividade para melhor compreensão

Como dito antes, o checklist requer um treinamento prévio dos processos ali envolvidos, portanto, os textos que constam no documento não deverão ser extensos. As explicações do que deve ser verificado ou realizado devem ser facilmente interpretáveis pelos profissionais envolvidos no processo. Caso contrário, o trabalho pode ser comprometido em função de algum erro de interpretação das instruções.

Trabalhe dentro de uma cultura de melhoria contínua

Não faça que seus checklists sejam vistos como uma forma impositiva no cumprimento das tarefas. As principais vantagens de se trabalhar com um checklist são a padronização dos processos, evitar que ocorra o retrabalho, a economia proporcionada pela assertividade das atividades, e a agilidade que tais práticas em conjunto criam. Portanto, os checklists devem ser vistos como algo incrivelmente positivo.

Uma boa prática visando este objetivo é a manutenção de fóruns de discussão, objetivando trazer melhorias para a ferramenta mediante a opinião de todos os envolvidos. Mas é necessário ter o cuidado de não ficar alterando os documentos o tempo todo, para que insatisfações relacionadas a isso também não ocorram.

Ainda tem dúvidas ou gostaria de nos contar sua experiência com a utilização de checklists? Aproveite os comentários e compartilhe conosco os seus questionamentos e experiências!

Checklist
Checklist Fácil é um sistema web que permite a aplicação de checklist através de computador, tablet ou smartphone.
Você pode gostar também
Vantagens de um checklist para auditoria ISO 9001
A importância da prevenção de perdas no o setor farmacêutico
Checklist de manutenção de Aeronaves: Saiba como funciona

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This