Divulgação do webinar do dia da qualidade Checklist Fácil

Dia da qualidade: dicas e aprendizados no webinar Checklist Fácil em 2019

No dia 14 de novembro de 2019, comemoramos o Dia da Qualidade! Essa é a data que destaca a importância de contar com a área de qualidade, que é fundamental para melhorar a produtividade dos processos e ter sucesso nas entregas para os clientes.

E para comemorar essa data, a Checklist Fácil promoveu em 2019 o primeiro webinar do Dia da Qualidade. Foram duas entrevistas online com profissionais que são referência atuando nesse setor.

Então veja agora o propósito de ter uma data para prestigiar os profissionais da qualidade e quais foram os destaques do que foi falado durante os dois momentos de entrevista com as convidadas para esse dia!

Como melhorar o controle operacional utilizando um plano de ação
como implementar a metodologia 5w2h

Por que comemoramos o dia da qualidade?

Instituída pela ONU em 1990, o Dia da Qualidade sempre é comemorado na segunda quinta-feira do mês de novembro. 

A CQI (Chartered Quality Institute), órgão mundial dos profissionais da qualidade, fica responsável por promover esse dia.

O grande propósito de ter uma data específica é incentivar as organizações a darem um olhar diferenciado para essa área. Afinal, todas as empresas e colaboradores precisam estar juntos na promoção das práticas de qualidade.

Destaques do Webinar Checklist Fácil do Dia da Qualidade

No Webinar Checklist Fácil do Dia da Qualidade, foram realizadas duas conversas com profissionais que são referência nessa área:

  • Flávia Marino, Latam Quality Digital Specialist na Unilever;
  • Ana Rosa, Coordenadora do sistema de gestão de qualidade na Hexagon Agriculture.

Flávia Marino é Engenheira de Alimentos por formação, com 12 anos de experiência dedicados à área de qualidade em diferentes empresas, tais como Danone, Mondelez e Unilever. 

A Unilever é uma indústria multinacional, com unidades em 20 países só na América Latina. É responsável pela produção de diversos produtos de marcas conhecidas do público brasileiro, como Rexona, Dove, Hellmann’s e Omo.

Já a Ana Rosa possui experiência de dez anos, quando começou a trabalhar na qualidade como auditora interna. Em 2015, foi convidada pela Hexagon para implantar o sistema de gestão de qualidade.

A Hexagon Agriculture projeta, manufatura, comercializa e suporta soluções de planejamento, monitoramento e automação de operações para o mercado agrícola.

Confira agora os destaques de cada encontro:

Webinar 1 – Profissional da área de qualidade no contexto 4.0, com Flávia Marino

No nosso primeiro webinar, falamos com a Flávia Marino olhando para um perspectiva de presente e futuro dos profissionais da qualidade.

Afinal, nós já estamos há algum tempo vivendo na era da indústria 4.0 graças ao surgimento de tecnologias como a internet das coisas, o avanço do big data e o surgimento de soluções para a manufatura digital.

Como aconteceu a sua entrada no contexto 4.0?

Flávia – Minha história no contexto 4.0 tem um pouco a ver com a Checklist Fácil. Há 2 anos, fui desafiada a liderar um projeto em busca de uma solução para digitalizar os registros de chão de fábrica. Esse era um projeto que envolvia as 10 fábricas da Unilever no país.

O objetivo era retirar os papéis de linha, do chão de fábrica. Assim, o projeto havia ficado sob a liderança de qualidade, uma vez que nós somos a área que mais demanda registros de linha.

Além disso, o time de qualidade tem por procedimento interno verificar os registros de linha antes de liberar o produto para o mercado. Isso é feito com registros de verificação, relacionados a segurança do produto e requisitos legais. Aqui nós chamamos essa verificação de quality dossiê.

Então meu desafio era digitalizar os registros de linha e digitalizar as verificações. Naquele momento, a Unilever já estava trabalhando o conceito de digital, ainda de uma maneira um pouco embrionária. Mas já se falava em Indústria 4.0. Esse desafio foi o start para que eu entrasse no universo 4.0.

Como fica o profissional em meio a esse cenário de mudanças?

Flávia – Quando falamos de indústria 4.0, também se fala muito de novas profissões. Mas também temos que ter em mente que, mesmo com tantas tecnologias disponíveis, a evolução depende de um fator único, essencial e insubstituível, que é o fator humano.

Aqui está o segredo para todo profissional, não só o profissional de qualidade. Se seu objetivo for se manter bem no mercado, precisamos nos recriar com o conceito 4.0. Atenção que aqui eu não estou falando de se adaptar, e sim de se recriar. Precisamos ter a habilidade para desaprender e reaprender, e isso não é fácil.

Isso vale especialmente para um profissional de qualidade que tende a ter um modelo de trabalho bem tradicional, muitas vezes no modelo “porque sempre foi assim” ou “porque é assim que está definido no procedimento”. Precisamos entender que existe espaço para todos na era 4.0, basta encontrarmos o caminho no processo de desaprender e reaprender. 

É todo mundo que pode se desenvolver nessa área?

Flávia: Sim, todos podem se desenvolver nesta área. Para uma indústria ser competitiva no conceito 4.0, ela precisa investir em tecnologia, investir em inovação e principalmente investir em criatividade. E um profissional de mente e coração abertos conseguem praticar a desaprendizagem e reaprendizagem.

Com isso, todos conseguem se desenvolver, inclusive aqueles que não nasceram na área digital. O essencial no profissional do futuro é ele saber identificar a sua dor e propor soluções. Para isso, a criatividade tem que ser estimulada. E como todos somos criativos, então sim, todos podem se desenvolver no contexto 4.0.

Webinar 2 – Processos e Indicadores para a gestão da qualidade, com Ana Rosa

No segundo webinar do Dia da Qualidade, falamos com a Ana Rosa, que coordena as ações de qualidade na Hexagon.

Com ela, entramos mais a fundo na parte de gestão da qualidade e quais os processos e indicadores são necessários para realizar um bom trabalho na área.

Qual a sua visão sobre a importância de monitorar indicadores e realizar o mapeamento de processos a partir da área de qualidade?

Ana Rosa: Para obtermos uma maior produtividade e qualidade na entrega de produtos e serviços, é muito importante termos os principais processos da empresa mapeados. É através desse mapeamento que as tarefas seguem um mesmo padrão e conseguimos definir determinados controles de qualidade nas etapas principais dos processos.

Para o mapeamento, eu recomendo usar o Diagrama de Tartaruga, que ajuda na definição das entradas e saídas de cada processo, recursos necessários tanto material como de pessoas, quem vai responder por esse processo dentro da empresa e qual o principal objetivo dele.

Com base nisso, conseguimos definir qual o principal indicador desse processo. Por exemplo: na Hexagon temos o processo de reclamação de clientes. Nele nós verificamos o número de reclamações mensalmente e quais os principais motivos. Assim conseguimos analisar os pontos que precisamos melhorar no processo e no produto ou serviço entregue.

Existe algum processo que coloca em prática o trabalho baseado em dados e em indicadores na área de qualidade?

Ana Rosa: Sim, basicamente todos os nossos indicadores são baseados em dados estatísticos, principalmente na área produtiva e de serviços. Para sabermos os principais motivos de atendimento da assistência técnica, são compiladas as informações de cada atendimento. Então, no final do mês é possível observar o que tem dado maior problema.

Da mesma forma, na linha de produção compilamos informações como a perda de material, que nos auxilia para ver em que pontos estão ocorrendo problemas. Algo importante é que em todos os processos é possível identificar pontos de controle de qualidade. É nesses pontos que conseguimos obter dados estatísticos para levantamento de indicadores.

Como os processos de qualidade foram comunicados para a empresa?

Ana Rosa: A norma ISO 9001 é muita clara quanto a comunicação das informações relativas a gestão da qualidade. Por isso, temos um plano de comunicação que engloba as principais informações que devem ser repassadas para os colaboradores, como as ações do planejamento estratégico que são comunicadas trimestralmente e a divulgação mensal de indicadores da qualidade.

Esse ano, resolvemos divulgar a política e objetivos, assim como as melhorias efetuadas durante o ano em formato de vídeo. É incrível que quando você pensa em tudo que já foi realizado, você se surpreende com tantas melhorias feitas. É uma forma bem legal de mostrar o quanto a qualidade é atuante na empresa por meio da própria equipe.

Dicas e links do webinar

Ao longo do bate-papo, nossas convidadas trouxeram algumas dicas importantes para os profissionais que trabalham nessa área. Confira aqui os links do que foi abordado durante o webinar:

Webinar 1 – Flávia Marino, Latam Digital Quality Specialist na Unilever

Webinar 2 – Ana Rosa, Coordenadora de Gestão da Qualidade

O que vou encontrar no webinar completo do Dia da Qualidade?

Gostou de saber mais do que rolou no nosso webinar do dia da qualidade? Mas sabia que tivemos muito mais informações ao longo de cada conversa? Pois é, e você pode conferir tudo vendo o nossos dois webinars completos:

Webinar 1 – Flávia Marino, Latam Digital Quality Specialist na Unilever

Webinar 2 – Ana Rosa, Coordenadora de Gestão da Qualidade

Com eles, você vai encontrar informações como:

  • Como a Unilever consegue lidar com diferentes contextos e padronização nas suas unidades da América Latina?
  • Como funciona a metodologia BPM dentro da Hexagon?
  • De que forma é feito o acompanhamento das não conformidades?
  • Dicas sobre indicadores, treinamento e ferramentas para automatizar processos.

Então, assim que terminar de assistir, veja também nosso post completo sobre como gerar relatórios de plano de ação na prática com a plataforma Checklist Fácil!

Solicite uma demonstração do software Checklist Fácil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This