Como realizar a gestão de lojas de departamento? Descubra aqui!

Realizar uma gestão de lojas de departamento de maneira eficiente é essencial para garantir mais produtividade e rentabilidade do negócio. Afinal, são com estratégias inteligentes que a empresa consegue atrair mais clientes e aumentar as vendas.

O fato é que, hoje, o mercado está bastante nivelado e concorrido. Com a informação na palma das mãos, os clientes buscam marcas que não entreguem um atendimento básico ou um serviço ultrapassado. A necessidade de diferenciação é constante.

Para ajudar o seu negócio a se destacar, apresentaremos dicas de como realizar uma gestão de lojas de departamento de maneira eficaz. Continue lendo e confira o checklist completo!

Visual merchandising e padronização de vitrines

Sabe quando você passa em frente a uma loja e é “fisgado” pela arrumação da vitrine? Quando isso acontece, significa que o visual merchandising aplicado atingiu o seu objetivo.

Basicamente, o visual merchandising trata-se da forma de exposição dos produtos dentro do ponto de venda, transmitindo a imagem da empresa na arrumação. É um braço direto do marketing, que por sua vez, é o conjunto de estratégias que visam satisfazer as expectativas dos consumidores.

Ou seja, o visual merchandising não deve ser algo aleatório. É preciso estudo e análise sobre o tipo de imagem que a empresa deseja passar para o consumidor. E entre as várias ações dessa estratégia, a padronização de vitrines é uma das mais importantes.

Sendo assim, é essencial que durante o checklist de vitrine, você verifique se a arrumação segue o padrão determinado no planejamento de marketing. Ainda que pareça algo simples, até mesmo uma peça fora do local pode prejudicar o objetivo original.

Segurança

Lojas de departamento tendem a sofrer bastante com marginalizações e pequenos furtos. Devido a exposição dos produtos e a grande movimentação diária, os malfeitores enxergam o nicho como um alvo vulnerável.

Como gestor ou proprietário, você precisa garantir que os pontos fracos da segurança sejam corrigidos e os pontos fortes sejam mantidos. A partir de um checklist, devem ser verificados pontos como:

  • funcionamento dos alarmes;
  • cobertura das câmeras;
  • planejamento da equipe de segurança;
  • checagem dos corredores;
  • escadas rolantes;
  • elevadores;
  • rotas de fuga.

Controle de estoque

Outro ponto essencial em uma loja de departamento — que ajuda tanto na segurança como na produtividade do negócio — é o controle de estoque. A partir dos números dessa prática, várias estratégias são criadas, enquanto planejamentos futuros podem começar a ser trabalhados.

De maneira simples, controlar o estoque significa fiscalizar e registrar a entrada e saída de mercadorias, bem como gerir a quantidade de produtos armazenados. Ou seja, o trabalho inclui desde as peças produzidas até as mercadorias vendidas.

Como mencionado, um dos principais objetivos do estoque está dentro do contexto financeiro. Por isso, aqui, o trabalho de gerenciamento é essencial, pois o retorno do capital investido pela empresa vai depender muito desse controle — ao mesmo tempo em que a loja não pode acumular uma grande quantidade de mercadorias, ela também não pode trabalhar sem estoque.

Assim, um bom checklist faz toda a diferença. E ele deve começar a partir planejamento da estratégia: desde escolha dos fornecedores com as habilidades corretas até a definição de quais produtos devem ser estocados — e quais devem ir direto para a loja.

Padronização dos processos em todas as lojas

Lembra-se da importância da identidade da loja? Ela não se limita apenas ao tangível, às cores ou arrumações. A padronização de processos é essencial para que o cliente enxergue toda a marca como algo único.

E para conseguir uma homogeneização, essa padronização deve ocorrer desde os processos administrativos, contratação, treinamentos e visual até práticas da jornada de compra do cliente, como atração, atendimento, pós-venda, etc.

Isso é essencial, pois o consumidor deve se sentir à vontade em qualquer unidade da rede de loja, não importando o bairro ou tamanho do local.

Assim, o checklist deve começar com a definição dos processos. Toda a rede precisa ter um planejamento geral a ser seguido, deixando que cada gestor assegure que a sua loja mantenha-se em conformidade com o padrão do grupo.

Abertura das lojas dentro do planejamento

Um detalhe muito importante, mas que acaba sendo negligenciado por muitos gestores, é a execução da abertura de lojas dentro do planejamento. Em médio e longo prazo, a falta de organização nessa tarefa pode trazer grandes prejuízos.

Primeiramente, é importante seguir os procedimentos de segurança ao abrir a loja, por exemplo, observando se não há pessoas estranhas em volta. Em seguida, antes de iniciar as atividades com os clientes, é essencial conferir (e seguir) o checklist de abertura.

Aqui, você precisa respeitar o padrão estabelecido por sua empresa. Porém, no geral, um checklist de abertura é definido por dias da semana. Cada dia deve ser verificado um item diferente. Logicamente, pontos essenciais devem ser averiguados diariamente. Acompanhe.

Segunda

  • vitrine (limpeza e arrumação);
  • salão principal (limpeza e organização);
  • mercadorias (preços, exposição);
  • iluminação;
  • setor feminino (vestuários, produtos).

Terça

  • vitrine (limpeza e arrumação);
  • salão principal (limpeza e organização);
  • mercadorias (preços, exposição);
  • setor infantil (produtos e vestuários).

Quarta

  • vitrine (limpeza e arrumação);
  • salão principal (limpeza e organização);
  • moda casa;
  • telefonia.

Quinta

  • vitrine (limpeza e arrumação);
  • salão principal (limpeza e organização);
  • calçados;
  • perfumaria.

Sexta

  • vitrine (limpeza e arrumação);
  • salão principal (limpeza e organização);
  • setor masculino;
  • LPR;
  • PDV (limpeza e organização).

Sábado

  • vitrine (limpeza e arrumação);
  • salão principal (limpeza e organização);
  • PDV (limpeza e organização).

Domingo

  • salão principal (limpeza e organização);
  • LPR;
  • PDV (limpeza e organização).

Prevenção de perdas

Diferentemente do que muitos acreditam, a prevenção de perdas não se refere apenas a proteção dos produtos comercializados.

Na verdade, o conceito trata-se de técnicas de gestão organizacional que envolvem ferramentas e processos, a fim de combater e prevenir perdas em potenciais, em todos os sentidos do negócio. É uma ação que faz parte da segurança patrimonial.

Prevenir significa desenvolver formas de evitar o prejuízo. Por exemplo, quando funcionários estão utilizando mais papéis que o necessário ou mesmo mantendo as torneiras abertas por muito tempo, eles estão desperdiçando recursos da empresa.

É nesse ponto que um checklist de prevenção se torna essencial, não apenas no nível operacional, mas também nos níveis estratégicos e táticos. Só dessa forma é que o trabalho antecipado traz os resultados esperados.

Enfim, com um planejamento correto e uma predisposição para aplicação das técnicas, a gestão de lojas de departamento pode ser otimizada e trazer grandes vantagens para a empresa. Para melhores resultados, é importante realizar um monitoramento periódico com a ajuda de uma ferramenta de checklist. Não perca tempo e transforme agora mesmo a gestão da sua loja!

Gostou das dicas? Então, com certeza, você vai se interessar pelo nosso texto com 6 itens fundamentais para o gerenciamento de estoque em loja de departamento.

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This