5 ferramentas para utilizar no planejamento estratégico

5 ferramentas para utilizar no planejamento estratégico

Toda empresa possui objetivos que podem ser executados em longo, médio ou curto prazo – como, por exemplo, aumentar presença no mercado, potencializar as vendas ou ampliar as suas operações. E, para que possa alcançar essas metas, é preciso elaborar um planejamento estratégico que direcione o trabalho da companhia para o cumprimento das ações necessárias para o seu crescimento. Sem esse direcionamento, dificilmente um empresário conseguirá o sucesso planejado.

Porém, esses objetivos só serão alcançados no final de um processo – muitas vezes longo e trabalhoso. Antes disso, é necessário traçar essas metas, desenvolver mecanismos para medir o cumprimento e a eficiência do trabalho. Também é necessário definir de onde virão os recursos usados no processo, alinhar a sua equipe com esses objetivos, bem como  uma série de outras ações necessárias para o fortalecimento do negócio. Por padrão, todas essas etapas fazem parte da elaboração do seu planejamento estratégico.

Neste post, vamos apresentar algumas ferramentas que contribuem para a formatação desse planejamento estratégico. Ficou curioso em saber quais são essas ferramentas? Então confira os próximos parágrafos!

O tripé: missão, visão e valores

Definir esses três itens para a sua empresa é o que permite definir todas as estratégias do negócio. Ou seja, vai desde as operações comerciais, passando pelo posicionamento de mercado e chegando até à motivação de seus colaboradores. Portanto, a missão, visão e valores são recursos importantes para que empresários possam criar negócios únicos, criativos e eficientes.

As forças de Porter

Você realmente sabe quais são os pontos fortes do seu negócio? Em que aspectos você ganha da sua concorrência? Essas informações são estratégicas para as tomadas de decisões em uma empresa. Por exemplo, a ferramenta 5 Forças de Porter, formuladas pelo especialista em estratégias Michael Porter, leva o empresário a refletir sobre a interação entre aspectos fundamentais que influenciam diretamente seu negócio. Dentre eles o poder de barganha dos fornecedores, o poder de barganha dos clientes, a ameaça de produtos substitutos, a ameaça de novos entrantes, e a rivalidade entre concorrentes.

Análise SWOT

Com essa matriz, um empresário consegue aumentar o conhecimento sobre o seu negócio, assim como entender melhor em qual contexto externo a sua empresa está inserida. Essa sigla SWOT consiste em: Strenghts, que é a análise dos seus pontos fortes; Weaknesses, que trata dos seus pontos fracos; Opportunities, que é a reflexão das oportunidades; e Threats, que são as ameaças ao seu negócio. Desta forma, com essas informações é possível traçar um planejamento estratégico rumo ao sucesso.

Análise 360º do negócio

Novas ideias surgem a todo momento, mas isso não quer dizer que elas sejam exatamente boas. Com a análise 360º de oportunidades de negócio, é possível verificar se essas ideias são viáveis ou não. Ou seja, se ela traz benefícios claros para o cliente, se o tamanho do mercado permite a sua implantação, se o novo negócio é lucrativo e rentável, entre outros aspectos.

Softwares e aplicativos

Softwares e aplicativos são muito eficientes para o controle de ações do seu planejamento estratégico. Por exemplo, no monitoramento das tarefas executadas por seus colaboradores, na geração de informações sobre o negócio, no entendimento da força de trabalho da empresa, entre outros aspectos relevantes para o andamento do seu trabalho.

Já fez ou pretende fazer o planejamento estratégico da sua empresa? Compartilhe nos comentários suas experiências e ideias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This