Calçados

4 tecnologias e tendências para indústria calçadista

Tecnologias e tendencias para calçado

A indústria calçadista sofreu grandes desafios ao longo dos últimos anos. De acordo com dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados — a Abicalçados —, apesar de apresentar uma leve recuperação nas exportações, que gerou mais de US$ 1,09 bilhão em 2017, o último ano também foi marcado por uma retração na demanda interna.

Mesmo assim, o mercado estima que, em 2018, o setor deva consolidar sua recuperação. Para isso, empresas do segmento deverão acompanhar as tendências e implementar certas mudanças para acompanhar esse novo cenário.

Quer saber quais são as principais tendências para indústria calçadista? Então, continue lendo!

Conheça 5 tendências para indústria calçadista

Além de prováveis variações no cenário econômico, que deve impactar significativamente a demanda interna e as exportações, a indústria calçadista também deve sentir outras mudanças no mercado. Com isso, deverá se adaptar às tendências com a implementação de novos recursos e procedimentos.

Confira abaixo 5 tendências para o setor em 2018:

1. Omnichannel

Tendência não apenas na indústria calçadista, mas para todos os segmentos de mercado, a abordagem de vendas multicanal é uma realidade em curso. Graças às tecnologias digitais, a jornada do consumidor passa por diferentes pontos de contato, tais como: redes sociais, site, e-mail, anúncios virtuais, entre outros canais de interação.

Por isso, empresas precisarão se adaptar a essa nova realidade e investir em uma estrutura de marketing, atendimento e estratégias de showrooming, de modo a atender o consumidor em todos os seus momentos de contato com a marca.

2. Fast Fashion

Outra tendência que vem se consolidando na indústria calçadista é o conceito de fast fashion. Trata-se da capacidade em atender as mudanças na demanda de clientes com o lançamento de novas coleções e produtos a preços razoáveis ou com ofertas imperdíveis.

Para isso, muitos varejistas apostam em coleções especiais em parceria com designers renomados e lojas que alcancem o seu público-alvo ideal.

3. Parceria entre a indústria e o varejo

Construir parcerias de longo prazo é outra tendência para indústria calçadista. É preciso investir em relacionamentos estratégicos duradouros, em que todas as partes possam colaborar com o desenvolvimento das empresas e compartilhar os benefícios dessa parceria.

Assim, é possível desenvolver um produto melhor e uma entrega mais qualificada, além de oferecer uma melhor experiência para o consumidor.

4. Otimização de processos

A otimização de processos é outra estratégia que as empresas do ramo calçadista devem implementar. Isso porque a tática permite simplificar os procedimentos operacionais da companhia sem perder a qualidade na entrega. Assim, é possível reduzir custos, agilizar a produção e diminuir erros.

Para isso, as organizações podem investir em soluções tecnológicas, como um software de checklist. Isso permite um melhor desenvolvimento em todas as etapas de produção, já que o processo recebe o acompanhamento e validação dos gestores em todos os momentos.

Assim, os funcionários e colaboradores recebem uma orientação mais direcionada e os gerentes podem antecipar possíveis erros, evitando o retrabalho.

5. Consolidação e formalização do setor

Muitas confecções ainda são bastante fragmentadas e têm seus funcionários trabalhando em situação informal. Em função disso, a tendência é que o setor se consolide e formalize suas operações, de modo que possam expandir suas atividades e, dessa maneira, aumentar seus ganhos.

Afinal de contas, o mercado tem preferência por empresas que atuam dentro das conformidades a fim de consolidar parcerias estáveis e duradouras. Portanto, companhias que não se adaptarem às exigências fiscais poderão desperdiçar valiosas oportunidades de negócios.

Entenda como é possível aumentar a produtividade no setor

Aumentar a produtividade é essencial para garantir um retorno financeiro mais expressivo para a empresa. Para isso, pode-se apostar em algumas ferramentas e práticas. Confira!

Investir em soluções tecnológicas

Investir em soluções tecnológicas, como um software de checklist ou um sistema de gestão, pode ser uma excelente forma de aumentar a produtividade da companhia. Isso porque essas ferramentas disponibilizam recursos que possibilitam maior controle aos gestores da empresa, além de apontarem falhas que poderão ser antecipadamente solucionadas.

Avaliar os métodos operacionais de cada divisão

Estudar os processos de cada setor da empresa é outro cuidado que se deve ter quando o foco é aumentar a produtividade. Muitas etapas podem ser automatizadas ou simplificadas com a instalação de novos recursos e implementação de diferentes metodologias de trabalho. Assim, é possível ganhar tempo sem perder eficiência.

Ficar atento às inovações do setor

Outra ação fundamental para garantir a produtividade da empresa é garantir que os diretores e gestores estejam atentos às inovações do mercado.

Além de se manterem atualizados sobre o cenário da indústria como um todo e das novas tecnologias para o setor, também é preciso que os colaboradores estejam atentos às inovações em gestão empresarial, empreendedorismo e marketing. A empresa pode lucrar muito com essas mudanças de mindset.

Saiba a importância do investimento em softwares na indústria calçadista

Conforme explicamos, investir em soluções tecnológicas é uma forma eficiente de aumentar a produtividade e da empresa e melhorar o seu rendimento financeiro. Isso porque certos sistemas permitem automatizar processos e identificar falhas, o que qualifica a entrega final ao consumidor.

Além disso, os softwares também podem revelar dados importantes para uma análise de produtividade. Determinadas ferramentas oferecem informações e KPIs (“Key Performance Indicators”, ou “indicadores-chave de desempenho”, em português) que auxiliarão na tomada de decisões, pois indicam quais ações poderão ser mantidas e quais poderão ser alteradas.

A tecnologia também pode auxiliar na desburocratização de certos processos, o que permite maior agilidade na produção. Isso porque certos softwares ajudam a detectar quais etapas tomam mais tempo, o que possibilita aos diretores e gestores encontrarem soluções para simplificar determinados procedimentos.

Apesar de representar um mercado aparentemente tradicional, a indústria calçadista também sofre transformações — e as empresas precisam se adaptar às mudanças do setor, de modo a se manterem atualizadas e relevantes no mercado. Por isso, é fundamental que as companhias estejam atentas às tecnologias e tendências desse segmento.

E aí, o que achou do nosso post de hoje sobre as tendências da indústria calçadista? Deixe um comentário no post com suas dúvidas e sugestões!

Checklist
Checklist Fácil é um sistema web que permite a aplicação de checklist através de computador, tablet ou smartphone.
Você pode gostar também
Saiba como padronizar processos em uma fábrica de calçados!
1 Comentários
  • rafel santos
    19/06/2018 at 16:32
    Resposta

    Muito interessante!

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This