dicas para fazer a pesquisa de satisfação na sua empresa

4 dicas para fazer pesquisa de satisfação interna na empresa

Para uma empresa funcionar corretamente e gerar resultados positivos, é preciso que seus funcionários estejam satisfeitos. Acima de tudo, que também estejam confortáveis com as condições de trabalho e os benefícios recebidos pela função desempenhada. Por exemplo, uma excelente forma de saber como seus funcionários se sentem em relação ao seu ambiente profissional é através da realização de uma pesquisa de satisfação interna.

Ouvir o funcionário é a melhor maneira de saber o que eles acham e como estão se sentindo. Se o objetivo é otimizar os resultados, as respostas colhidas podem ser usadas para implementação de melhorias, alterações etc.

No entanto, é preciso elaborar sua pesquisa de satisfação interna de forma apropriada, para que os resultados pretendidos sejam alcançados por meio das respostas fornecidas. Para auxiliar nessa etapa de idealização e criação, destacamos alguns dos elementos que devem ser levados em consideração na hora de aplicar a sua pesquisa de satisfação interna.

Elaborando a pesquisa de satisfação

Em primeiro lugar, o foco de sua pesquisa deve estar direcionado a um cenário futuro, visando aprimorar o ambiente de trabalho com o intuito de melhorar a produtividade e os resultados gerados. A dica é elaborar a pesquisa com base nos assuntos interessantes para o público-alvo, pois os funcionários esperarão alguma mudança a partir do momento em que responderem as questões, criando uma expectativa com os resultados gerados.

É preciso explicar o motivo da pesquisa, assim como a importância da participação de todos para que as mudanças esperadas sejam alcançadas.

Escolhendo a metodologia a ser aplicada

Existem algumas metodologias que podem (e devem) ser utilizadas na hora de aplicar a pesquisa. A mais simples é a Avaliação de Atributos Diretos – utilizada para saber o nível de felicidade e satisfação através de notas e escalas. Na escala de Likert, por exemplo, é possível mensurar um atributo escolhendo uma nota entre 0 e 10.

Selecionando as perguntas certas para a pesquisa de satisfação

É preciso alinhar as perguntas com o objetivo principal de sua pesquisa. Ou seja, as questões devem ser claras e objetivas e, acima de tudo, ter como objetivo uma aplicação futura a partir das respostas recolhidas. Se a pesquisa for para saber o que os funcionários acham dos benefícios recebidos, por exemplo, uma pergunta pertinente seria:

“Qual é o seu nível de satisfação com os benefícios oferecidos por nossa empresa?

a) Muito Satisfeito

b) Satisfeito

c) Neutro

d) Insatisfeito

e) Muito insatisfeito”

Esse é um exemplo de questão direta em que é possível saber, de forma clara, qual é a opinião de seus funcionários acerca de um assunto em específico.

Aplicando a pesquisa para os funcionários

A pesquisa de satisfação interna é um pouco diferente da pesquisa feita com clientes. A melhor forma de fazer com que seus funcionários respondam às questões é realizando uma reunião. Essa reunião irá informá-los da pesquisa, de qual seu objetivo e a importância das respostas.

Isso vai gerar uma expectativa positiva, e a partir daí é possível captar respostas sinceras e relevantes. Informe a data em que os resultados serão divulgados. Isso mostra aos participantes que suas opiniões não só contam, como farão diferença dentro de seu ambiente de trabalho.

Uma excelente forma para obter uma maior taxa de aproveitamento de sua pesquisa, é utilizar um checklist para compilar os dados em tempo real. Como resultado, não será necessária a utilização de papéis e planilhas para implementar e colher as informações de sua pesquisa.

Qual metodologia você está utilizando para sua pesquisa de satisfação interna? Compartilhe sua experiência nos comentários!

One Reply to “4 dicas para fazer pesquisa de satisfação interna na empresa”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This